POLÍTICA

Primeira operação militar de Donald Trump mata 14 Terroristas no Iêmen

O primeiro ataque aéreo de grande escala dos Estados Unidos ao Iêmen desde a posse do Magnata Norte-americano, Donald Trump, fez pelo menos 14 mortos a membros do grupo Terrorista Al Qaeda, no passado domingo.

Do lado das Forças norte-americanas, um soldado morreu e três militares ficaram feridos.

O bombardeio foi realizado no início da manhã de domingo por aviões Apache e helicópteros em Yakla, na região de Baida, no centro do Iêmen, informou um oficial provincial à AFP.

Drones e helicópteros, munidos com metralhadoras pesadas, atacaram Al Qaeda em uma escola e uma mesquita, disse um funcionário que pediu anonimato. Soldados americanos também foram vistos em terra.

O chefe local da Al Qaeda, identificado como Abu Barazan está na lista das pessoas mortas na operação. Outros três chefes tribais ligados à Al Qaeda também teriam morrido: Irmãos Abdelrauf e Soltan Al Zahab e Saïf Alawai Al Jawfi.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: