POLÍTICA

Ministro dos Negócios Estrangeiros acusa países de serem cúmplices da Renamo por se manterem calados perante os ataques da “Perdiz”

O ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Oldemiro Baloi, teceu duras críticas aos países e organizações nacionais e internacionais pelo silêncio, face aos ataques cometidos pelos Homens Armados do maior partido da oposição na nossa pérola do “Atum”.


“O que mais preocupa é o silêncio cúmplice, o silêncio de países, de organizações, dentro e fora do país, que não condenam estas práticas da Renamo”
, disse Baloi em contacto com à emissora pública Rádio Moçambique.

Numa outra abordagem, Oldemiro Baloi disse que o executivo moçambicano valoriza todas as ideias tendentes à pacificação do país, independentemente da sua proveniência, numa referência à crise política e militar em Moçambique.

O Governo moçambicano acusa os Homens Armados da Renamo de perpetrar ataques contra alvos civis e militares como forma de pressão ao executivo na sua exigência de governar em seis províncias onde o principal partido de oposição reivindica vitória nas eleições gerais de 2014.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário

  1. sergio timana disse:

    Não será ingerência aos assuntos internos?

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: