DESPORTO

” Vi Jesus Cristo após tomar 18 caipirinhas e 14 cervejas long necks” diz Cicinho

O antigo craque da seleção brasileira e do Real Madrid, Cicinho, de 36 anos de idade, ainda continua a jogar, actualmente ao serviço dos turcos do Sivasspor.

O lateral-direito recorda que se deslumbrou no auge na carreira, altura em que era presença assídua na seleção brasileira e tinha no curriculum passagens pelos galácticos do Real Madrid, Roma e São Paulo.

“Abri o jogo com os psicólogos do São Paulo e disse-lhes: não consigo ficar sentado e beber um ou dois copos, tinha de beber até cair. Disseram-me: se continuares com esta vida, vais morrer. Tive um encontro com Jesus Cristo depois de ter tomado 18 caipirinhas e 14 cervejas long necks. Fumava dois maços de cigarros. Como é que eu ia correr 90 minutos? Conforme tinha menos sucesso mais eu bebia”, disse o jogador, em entrevista ao programa Bola da Vez da ESPN Brasil.

Cicinho

Com a vida num limbo, Cicinho relata mais detalhes do seu dia-a-dia.

“Tinha mais de dez seguros de vida, em nome dos meus familiares, porque eles viam que eu estava a ir para o fundo do poço”, acrescentou.

O defesa aproveitou a ocasião para criticar alguns compatriotas que representam a seleção brasileira.

“Só se preocupam com as selfies, malditas sejam! Com o cabelo e todas essas coisas. É estilo. Está bem, mas a seleção brasileira precisa de mais atitude. Há jogadores que pedem para não participar na Copa América. Isso não pode acontecer”, finalizou.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: