NOVIDADES

Justiça absolve homem que atirou a esposa pela janela, deixando-a paraplégica

O Tribunal da vila de Sintra, Lisboa, absolveu um homem, de 33 anos de idade, que atirou a esposa pela janela. Deixando-a gravemente ferida e paraplégica.

Edgar Alves  foi considerado “inimputável perigoso” pelos juízes. Consequentemente, acabou absolvido e foi internado em Psiquiatria, onde ficará pelo menos durante três anos.

Edgar e Sandra, que era tripulante de ambulâncias, viviam juntos há cinco anos, apesar de a relação ser marcada por discussões frequentes. Numa noite de fevereiro de 2014, e durante um desentendimento causado por um programa de televisão, Edgar atirou-a pela janela do apartamento na Brandoa, de uma altura de 7,91 metros. A seguir, pegou no carro e conduziu até à casa dos pais na Póvoa de Santa Iria.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário

  1. Octávio disse:

    Triste a goleada nas caminho é para frente espero que vamos superar

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: