POLÍTICA

“Nos últimos meses muitas pessoas foram capturadas e mortas pelas FDS” diz camponês da Gorongosa

As coisas continuam feias na região centro de Moçambique devido a crise política e militar. A cada dia que passa os confrontos entre os homens Armados da Renamo e as Forças Governamentais atingem magnitudes imagináveis.

O Distrito da Gorongosa tem sido um dos pontos que mais se registam confrontos desde que iniciou a crise política militar.

Por conta disso algumas localidades daquele Distrito ficaram abandonados. Vunduzi por exemplo, se assemelha a uma cidade fantasma.

O mercado parece um autêntico deserto, onde apenas dois ou três vendedores de banana ainda estão presentes.

mercado da gorongosa

A escola está abandonada e quadro-negro congelado no tempo lembra que a última disciplina dada naquele local foi a de matemática, no longínquo dia 16 de março.

“Isso é guerra”, disse Siwageros Campira em contacto com a equipe de reportagem da agência francesa AFP.

Campira é um dos poucos comerciante que ainda resiste naquele canto de Moçambique. O mesmo mostrou a equipe de repórteres a sua loja crivado de balas.

“Quando chega a noite, dobramos tudo e vamos nos esconder na floresta. Nos últimos meses muitas pessoas foram capturados e mortas pelas Forças governamentais”, disse ele.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

3 Comentários

  1. famaral disse:

    Um dia, o povo que ainda sobrar, vai saber a verdade

  2. elidio disse:

    eles mente q vao no tereno proteger a populacao enquanto vao matar, o povo qer outro governo q ganhou nao esses raptores,

  3. Delfim disse:

    Eu acho que não deveria ter sido publica esta foto. Procurariam formas de esconderem a sua identidade. Esses jornalistas só se preocupam em obter informação deixando a sua sorte as fontes.
    Numa altura em a discussão e “Qual foi a fonte que disse que existe vala comum”, não se poderia de qualquer das formas mostrar a identidade dos que denunciam atrocidades.
    Sintamos pena desses nossos irmãos indefesos que estão a ser exterminados!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: