ECONOMIA

Mineradora Jindal paralisou as suas atividades e pretende despedir cerca de 250 trabalhadores

A mineradora indiana Jindal, já parou de extrair carvão Mineral em Tete e, pretende despedir cerca de 250 trabalhadores. Em causa está a queda do produto no mercado internacional.

Por exemplo, o carvão cocoking chegou a custar 280 dólar por tonelada, mas agora o preço não foge os 120 dólares a mesma quantidade.

O carvão térmico já esteve a 180 dólares a tonelada, mas agora não foge os 50 dólares a mesma quantidade.

“Essa industria está a enfrentar algumas dificuldades relacionadas com a queda vortiginosa de preços nos últiumos anos. A Jindal já paralizou as suas atividades na mina, mas continua a explorar o carvão que já havia sido extraída antes dessa paralização” disse Grácio Rosário, Director de Recursos Minerais de Energia ao nível da província de Tete.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: