POLÍTICA

CIA contribuiu para que Nelson Mandela fosse preso

Informação de um ex-espião da CIA permitiu que Nelson Mandela fosse preso em 1962 na vizinha África de Sul. A revelação foi feita este domingo, 15 de Maio, pelo The Sunday Times.

Antes de morrer, em Março, o ex-agente da CIA Donald Rickard confessou numa entrevista que  tinha sido ele a dar às autoridades sul-africanas a pista que levaria à detenção do antigo líder do ANC (Congresso Nacional Africano). Mandela acabaria por cumprir uma pena de 27 anos (foi solto em 1990).

Em 1962, Rickard estava ao serviço da agência americana em Durban e, como admitiu ao realizador John Irving que está a fazer um filme sobre o dirigente africano, foi ele que forneceu a pista: “Mandela tinha de ser parado e eu parei-o”, disse.

Tudo porque os serviços secretos americanos desconfiavam de que o activista tinha ligações à União Soviética, logo, era visto como “uma ameaça para o Ocidente”. Mesmo depois de ser Presidente (1994 a 1999), Mandela continuou a fazer parte da lista de terroristas dos Estados Unidos até 2008.

Para os dirigentes do ANC, a revelação não é propriamente uma novidade, uma vez que sempre desconfiaram do envolvimento da CIA na captura do seu líder e da colaboração entre o Ocidente e o regime do apartheid (que se baseava na segregação racial).

 

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: