POLÍTICA SOCIEDADE

AR chumba projecto da RENAMO que visava investigar a Empresa Moçambicana do Atum (EMATUM)

A Assembleia da República (AR) chumbou na terça-feira passada a criação de uma comissão  para investigar a Empresa Moçambicana do Atum (EMATUM), um projecto submetido pela bancada parlamentar da Renamo, o maior partido da oposição no país.

Criada em meados de 2013, a EMATUM acabou gerando muita polémica quando veio a tona que quando o Governo moçambicano actuou como avalista de um empréstimo de 850 milhões de dólares (760 milhões de euros) para o financiamento da frota atuneira, junto de um sindicato bancário composto pelo Crédit Suisse International e pelo VTB Capital Bank.

O empréstimo foi para comprar 24 barcos de pesca e seis navios de protecção costeira de um estaleiro naval na cidade francesa de Cherbourg.

Na ocasião, a imprensa francesa avançou que o custo dos barcos era de cerca de 230 milhões de dólares.

O caso foi alvo de críticas provenientes dos partidos da oposição, na sequência de notícias veiculadas nos órgãos de informação sobre alegadas irregularidades na constituição, financiamento e funcionamento daquela Empresa.

No entanto, a AR chumbou a criação da comissão, tendo 133 deputados votados contra e 73 a favor.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: