POLÍTICA

António Muchanga acusa a Frelimo de estar a aliciar os membros da Renamo

O polémico deputado e porta-voz da Renamo, António Muchanga, proferiu esses pronunciamento no programa Resenha Semanal da TV Miramar.

Muchanga, concordou com a ideia de que o impasse nas negociações no Joaquim Chissano só pode ser desbloqueado com o encontro entre o líder da “perdiz” e o Presidente da República, Filipe Nyusi.

“Tendo em conta a experiência que nos trouxe o acordo geral de Paz (AGP), onde o presidente Chissano e Afonso Dhlakama se encontravam e flexibilizavam algumas questões”, disse António Muchanga.

O porta-voz da Renamo acusou a Frelimo de estar a instruir os mediadores do diálogo político que tem vindo a decorrer no Centro de Conferencia Joaquim Chissano.

Antonio Muchanga, Porta-voz da Renamo

“Lamentavelmente, o presidente Chissano veio mais tarde nos dizer que algumas coisas que os mediadores faziam ele é que escrevia e lhes entregava, num gesto de demostrar que parte daquilo que os mediadores podem fazer, pode ser encomenda de alguém da Frelimo, visto que o Nyusi é continuidade e o ideal é o mesmo”, acrescentou o António Muchanga.

O deputado da Renamo foi mais longe, afirmando que a Frelimo tem estado a aliciar os membros da Renamo.

Muchanga citou o exemplo dos dois ex-guerrilheiros da Renamo que muito recentemente se filiaram as FDS. O mesmo alegou que isso pode vir a comprometer as negociações.

empossamento_renamo

“Mas eu penso que deve haver um encontro entre o presidente da Renamo, Afonso Dhlakama e o chefe do estado, Filipe Nyusi, para dinâmica das conversações, mas deve haver também seriedade, não se pode negociar um processo político a jogar cartadas sujas como estas que a Frelimo está jogar.

Como por exemplo essa vergonha de nomear pessoas que são da Renamo. Aquilo só vai azedar, vai criar mais problemas, por que aquilo demostra claramente qual é a verdadeira face da Frelimo”, sentenciou Muchanga.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 Comentários

  1. vicente andina disse:

    não queremos guerra em moz,porque não trás alegria………apenas sofrimento ao povo.

  2. Antonio disse:

    Nós queremos a paz em Moçambique

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.