INSÓLITO

Empregada mata Duas crianças com mais de 30 facadas e empilha os corpos na banheira

Yoselyn Ortega, uma ama de 55 anos, esfaqueou brutalmente duas crianças de quem tomava conta, os irmãos Lucia e Leo Krim, de 6 e 2 anos, e seguidamente empilhou os corpos na banheira.

Foi a mãe das duas crianças, Marina Krim, quem descobriu os cadáveres em casa, em Nova Iorque, Estados Unidos, em outubro de 2012.

Os irmãos foram esfaqueados mais de trinta vezes pela ama, que já trabalhava na família há dois anos.

O julgamento de Yoselyn decorreu na passada segunda-feira e a ama foi hoje condenada a prisão perpétua.

Em tribunal, os pais das crianças pediram ao juiz a sentença máxima após a mulher não se declarar culpada e obrigar a família a passar por mais este doloroso processo.

Segundo o jornal The Sun, Ortega, que é da República Dominicana, foi recomendada pela própria irmã – uma ama de outra família em Nova Iorque – aos pais de Lucia e Leo, que apresentou falsas referências sobre a mulher.

“Ainda que todos me desejem o pior, a minha vida só está nas mãos de Deus. Peço perdão a Deus, aos pais e ao tribunal. Que me dera que a minha família lhes tivesse dito que eu não estava bem”, disse a ama em tribunal.

Durante o julgamento, a defesa apresentou como argumento principal a instabilidade mental de Yoselyn, defendendo que a mulher não teve consciência dos seus atos e que “descarregou” a inveja que sentia de Marina Krim nas crianças.

Apesar destas alegações, o juiz Gregory Carro referiu-se a Ortega como “puro diabo” e declarou que a ama irá passar o resto dos seus dias na prisão, sem liberdade condicional.

Fonte: Correio da Manhã

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.