BIZARRO

Populares em fúria atiram mulher acusada de ter matado Bebê de 2 anos para fogueira

Populares invadiram uma esquadra de Novo Aripuana, na República Federal Brasileira, para fazer justiça com as próprias mãos.

Segundo avançou a imprensa local, cerca de 500 pessoas forçaram as portas da cela de uma mulher que estava detida, acusada de ter incendiado a casa de uma família de sete pessoas. Seis pessoas, incluindo duas crianças ficaram feridas. Um bebé, de apenas dois anos morreu no fogo.

Os populares arrastaram-na pelos cabelos e atiraram-na para uma fogueira. Os mesmo agrediram a suspeita violentamente e, em ambiente de revolta, pegaram fogo a carros velhos e lixo ao lado da esquadra, atirando a mulher para as chamas.

A polícia foi forçada a chamar reforços militares para controlarem o motim popular, que foi filmado. As autoridades analisam agora as imagens, para tentar apurar quem são os envolvidos. Outros dois presos conseguiram fugir durante a confusão.

A Polícia Civil do estado do Amazonas emitiu um comunicado sobre a situação.

“Foram chamados reforços na sequência dos distúrbios de terça-feira. A Polícia Civil pediu reforços militares, que enviou militares de Borba e outros oito agentes dos Comandos Especiais de Manaus”.

Só após a intervenção dos reforços a multidão dispersou e a mulher pode ser levada para o hospital com queimaduras graves e várias fraturas. As autoridades informaram ainda que a suspeita vai ser levada para outro estabelecimento prisional, enquanto aguarda julgamento.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: