POLÍTICA

Donald Trump “proibiu” a entrada de Seis Muçulmanos nos EUA

O recém eleito presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, parece estar decido a cumprir todas as promessas feitas na campanha eleitoral.

O decreto assinado pelo Magnata, que prevê um controlo reforçado nas fronteiras para impedir a entrada de «terroristas islâmicos radicais», já está a surtir efeito.

Segundo noticiou a agência Reuters, cinco passageiros iraquianos e um iemanita foram impedidos de embarcar,ontem, sábado (28), na capital Egípcia, Cairo num avião da EgyptAir, que tinha como destino Nova Iorque.

Os cidadãos foram impedidos de embarcar, apesar de terem vistos que lhes autorizava a estadia nos Estados Unidos.

Importa Referir, que o decreto assinado na sexta-feira por Donald Trump suspende, durante 120 dias, as entradas de refugiados e proíbe, durante 90 dias, que cidadãos oriundos de países como Iraque, Síria, Sudão, Líbia, Somália e Iémen entrem no país.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: