POLÍTICA

Dhlakama manda Recado à Nyusi: “Quero apelar para que haja colaboração de facto”

Em contacto telefónico com a agência Lusa, o líder do maior partido da oposição em Moçambique, Afonso Dhlakama, alerta que as provocações em violações da trégua na nossa pérola do “Atum” estão a diluir o peso do cessar-fogo.

Dhlakama disse que não houve registo de violações por confrontos militares, mas denunciou novos casos de raptos e assassínios de membros do seu partido, o que tem fragilizado o compromisso.

“Quero apelar para que haja colaboração de facto”, disse Dhlakama, citado pela Lusa.

Segundo a Lusa, o líder da Renamo garantiu que já fez chegar a preocupação ao Presidente moçambicano, Filipe Nyusi.

“Ele deve começar a aprender e a corresponder também com aquilo que a Renamo e o Dhlakama estão a fazer.”

Além de vários casos denunciados nos primeiros dias da trégua pelo seu partido, o líder da Renamo disse que, na semana passada, quatro desmobilizados do braço armado da oposição, que se deslocavam desarmados dos distritos de Ile e Lugela para Morrotone, província da Zambézia, foram raptados após terem desembarcado de um autocarro próximo de uma base das Forças de Defesa e Segurança e estão desaparecidos desde então.

Segundo Dhlakama, ainda em Morrotone, próximo da mesma posição das Forças de Defesa e Segurança, desapareceram outros habitantes locais.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: