POLÍTICA

Presidente de Taiwan liga para Felicitar Trump, e é “insultado” pelo Republicano

O recém eleito Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, atacou hoje a política comercial e militar da China através do Twitter, criticando os impostos cobrados aos produtos norte-americanos e a colocação de forças no Mar do Sul da China, avançou a Agência Lusa.

“A China perguntou-nos se era bom desvalorizar a sua moeda (prejudicando a competitividade das nossas empresas), taxar fortemente os nossos produtos que entram no seu país (os Estados Unidos não os taxam) ou construir um enorme complexo militar no meio do Mar do Sul da China? Não me parece!”, escreveu o Magnata norte-americano, na sua conta pessoal do Twitter.

Desconhece-se o que motivou estas afirmações, que surgem depois de uma polêmica sobre uma conversa telefónica que Trump manteve com o líder de Taiwan, uma ilha com governo próprio que Pequim considera parte do território chinês.

O republicano aceitou, na sexta-feira, falar ao telefone com a Presidente de Taiwan, ao arrepio da tradição diplomática norte-americana dos últimos 40 anos, e provocando uma reação indignada das autoridades chinesas.

A conversa telefónica não foi “nada mais” que uma conversa de cortesia para felicitar o Presidente eleito, afirmou hoje o futuro vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence.

Mas a chamada da Presidente Tsai Ing-wen e o facto de o Presidente a ter aceitado, algo que nunca tinha ocorrido desde 1979, provocou a indignação da China.

No sábado, Pequim reiterou fortemente que, na sua opinião, “há apenas uma China, e Taiwan é uma parte inalienável do território chinês”.

Fonte:  Lusa

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário

  1. As ideias sao importantes visto que estamos encurralados

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: