DESPORTO

Avião que transportava equipa Brasileira tinha combustível limitado e peso a mais

Cerca de 28 dias depois da queda do avião da Lamia que provocou a morte de 71 pessoas, incluindo a maioria dos jogadores da Chapecoense, os investigadores revelaram as reais causas do acidente.

Segundo avança a imprensa Colombiana, as caixas negras do avião da Lamia revelaram que o aparelho viajava com o combustível no limite e excesso de peso.

Um relatório preliminar da Aeronáutica Civil da Colômbia revela gravações de conversas entre o piloto e o copiloto, mostrando que estavam conscientes do limite do combustível, tendo ainda considerado fazer escala em Leticia ou Bogotá, mudando de ideias mais tarde.

Para além do limite de combustível, o relatório avança que o avião levava peso a mais, 42.148 quilos quando deveria levar 41.800 quilos.

Outra irregularidade detetada foi a altitude em que voava o aparelho, que não tinha certificação para voar acima dos 29.000 pés, mas que no plano de voo apresentado verificou-se que o faria a 30.000 pés.

Loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário

  1. Eddy Mexer disse:

    Pra que tantas investigacoes se tivessen seguido as normas tudo taria legal.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: