POLÍTICA

“2017 vai ser um ano difícil para os moçambicanos” diz Luisa Diogo

A antiga primeira-ministra de Moçambique, Luísa Diogo, disse que 2017 vai ser um ano difícil em Moçambique, mas em contrapartida haverá uma viragem económica, avançou a agência Lusa.

“Os moçambicanos já estão a ver como trabalhar no meio das dificuldades, como fazer as suas opções e vamos ter de continuar a navegar em águas difíceis mas já com a clareza de que estamos a recuperar paulatinamente”, disse Luísa Diogo, citado pela Lusa, à margem do encerramento do ano económico e apresentação de perspetivas para 2017 do Banco de Moçambique.

Após o discurso do governador do banco central, a ex-primeira-ministra comentou que Rogério Zandamela deixou “bem claro que 2017 vai ser um ano difícil”, mas também de “inflexão económica”.

Luísa Diogo referiu que os 14% de inflação média calculados em 2017, bem abaixo dos 28% que chegou a registar este ano, e a previsão de crescimento acima dos 5% são metas que exigirão “um grande esforço, atendendo aos grandes constrangimentos que a economia vai continuar a enfrentar”, mas também “exequíveis”.

Segundo a ex-primeira-ministra, o discurso do governador deixou igualmente evidente que Rogério Zandamela vai continuar a ser muito exigente na regulação e disciplina do sistema bancário, que já demonstrou desde que chegou ao cargo há três meses, “e isso é bom”.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário

  1. mocambicano disse:

    mocambique so ah ladroes , ministros presidentes tudo farinha do mexmo saku so sabem roubar

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: