POLÍTICA

“Já são centenas de pessoas que são baleadas…os autores não são encontrados Porque têm a cobertura do próprio Estado” diz Dhlakama

O líder do maior partido da oposição na nossa pérola do índico, Afonso Dhlakama, considerou ontem, quarta-feira (12) uma “tragédia” o homicídio do conselheiro de Estado e representante do partido por se presidido nas negociações de paz de Moçambique.

“Era um homem forte do partido e um grande homem”, disse à Lusa Dhlakama, considerando que o homicídio de Jeremias Pondeca “foi uma tragédia triste” para os familiares mas também para o partido, onde era “um pilar”.

Dhlakama lembrou que vários membros do partido têm sido executados nos últimos meses, acusando a Frelimo de estar a tentar fracassar as negociações.

“Vamos continuar em pé, vamos continuar a lutar para a democracia, para que haja de facto alternância governativa”, disse Afonso Dhlakama.

“Seria cobardia desistir agora, vamos continuar a luta pela democracia e para reformar o regime’.

“Com a Frelimo no poder, situações como estas vão continuar. Não estou a fazer propaganda, é a realidade que vivemos no nosso país, mas queremos trabalhar no sentido de fazer que o regime se reforme e haja uma democracia funcional”, disse citado pela Lusa.

Dhlakama, que está em parte incerta desde Fevereiro, lamentou que os vários casos de morte “a sangue-frio” dos seus membros não tenham sido esclarecido, acusando a Frelimo e o Governo de estarem a encobrir os executores.

“Já são centenas e centenas de pessoas que são baleadas no Maputo, na Beira, em Tete, em Manica, e quase um pouco em todo o país. E os autores não são encontrados, não são encontrados porquê? Porque têm a cobertura do próprio Estado e do próprio partido no poder”, sentenciou Afonso Dhlakama.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário

  1. Afonso disse:

    Mas a MANDO do Sr Dhlakama várias almas sao dezimadas e nunca se Responsabilizou. Quem mata sabendo que vai um dia Morrer, nao faz comentários que Dhlakama fez. Pela paz e defesa dos direitos humanos

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: