“Não há registo dessa dívida”, disse Adriano Maleane, citado pela emissora pública Rádio Moçambique, convidando os autores da informação a apresentarem provas.