POLÍTICA

Muchanga acusa FDS de terem executado dirigente da Renamo em Tete : “Não é a terceira, quarta ou décima vez”

O maior partido da oposição na nosso pérola do “Atum”, acusou hoje, sexta-feira (23), as Forças governamentais de terem executado o dirigente do partido no distrito de Moatize, na província central de Tete, e considerou “caótica” a perseguição contra os seus membros, avançou a Voz da América (VOA).

O porta-voz e deputado da “Perdiz”, António Muchanga, disse à VOA que Armindo Nkutche (malogrado), terá sido assassinado a tiros por membros das FDS, à semelhança de outros vários “dirigentes e membros do partido executados pelo regime”.

“Então a situação é séria. A situação está caótica”, disse Muchanga.

Veja Também: Esquadrão da morte assassina delegado da Renamo em Tete

“Não é a terceira, quarta ou décima coisa (baleamento) essa, já houve morte de um membro em Funhalouro, já houve o baleamento do vice-presidente da Assembleia provincial de Inhambane depois de discursar, igual ao caso de Tete, já houve tantos baleamentos”, acrescentou António Muchanga, citado pela VOA.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

2 Comentários

  1. ramiro disse:

    Ninguem sabe quando nem a hora que o mundo vai acabar

  2. ramiro disse:

    O mundo acabara quando mocambique se estabilizar esse somente sao sinais

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.