POLÍTICA

Filho de Donald Trump compara refugiados sírios a doces envenenados

Donald Trump Jr., filho do magnata que aspira ocupar a Casa Branca a partir de novembro, criou uma grande polvorosa nas redes sociais por causa de um tuíte no qual compara os refugiados sírios a uma vasilha com balas e bombons envenenados, e sugere que os Estados Unidos não deveriam acolher nenhum deles.

This image says it all. Let’s end the politically correct agenda that doesn’t put America first. #trump2016 pic.twitter.com/9fHwog7ssN

“Esta imagem diz tudo. Vamos acabar com a agenda politicamente correta que não coloca a América em primeiro lugar [lema da campanha de seu pai]”, escreveu ele em sua conta (@DonaldJTrumpJr) acima de uma foto com uma vasilha de “Skittles”, uma marca conhecida de balas mastigáveis. “Se eu te oferecesse uma pote de balas e te dissesse que três deles poderiam te matar, você comeria um punhado deles? Esse é nosso problema com os refugiados sírios”.

O tuíte, no qual ele sugere que os Estados Unidos não deveriam aceitar nenhum dos refugiados que escapam dos conflitos na Síria e no Iraque, foi seguido de uma avalanche de respostas, em que predominaram as que continham duras imagens da guerra, sobretudo de crianças. Além disso, muitos dos protestos ressaltam a carga xenófoba do discurso dos Trump.

@DonaldJTrumpJr This is the equivalent of a red Skittle in your analogy. pic.twitter.com/NKvD5V07tE

Trump Jr. recebeu milhares de respostas, retuítes e mais de 11.000 “curtidas”. Mas também se viu obrigado a comentar seu próprio tuíte, após as reações nas redes sociais e a repercussão de seus comentários na imprensa de todo o mundo. Ele também recebeu o apoio de Joe Walsh, ex-dirigente do grupo ultraconservador Tea Party.

Fonte: Elpais

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: