POLÍTICA

PRM diz que foram os Homens Armados da Renamo que fuzilaram e queimaram os comerciantes em Cheringoma

As imagens postas a circular nas redes sociais e alguns órgãos de informação, são de uma execução de 6 pessoas ocorrida na sexta-feira passada.

As vítimas saiam do Distrito de  Marromeu para o Distrito de Caia, quando foram interpelados com um grupo de Homens Armados  no Distrito de Cheringoma, na província central de Sofala.

A PRM ao nível da província de Sofala, disse que já teve o conhecimento do ocorrido.

“Após o comando distrital de Caia ter tomado conhecimento da ocorrência, despachou a equipa de trabalho ao local dos factos. Essa equipa tendo constatado no local dos factos cerca de seis corpos carbonizados”, disse Daniel Macúacua, porta-voz da PRM em Sofala.

A Polícia da República de Moçambique, atribuiu o ataque aos Homens Armados do maior partido da oposição no país e lembrou um ataque da Renamo ocorrido a duas semanas na mesma zona.

“A informação que temos no momento é que os Homens Armados da Renamo, interpelaram essa viatura com esses ocupantes e levaram a cabo essas ações bárbaras”, acrescentou o porta-voz.

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

1 Comentário

  1. antonio disse:

    É absurdo o ping pong sobre kem fez e kem n fez, numa situaçâo em ke sobreviventes afirmam terem sido as fds. Kem pode contrariar os ke viveram na pele?

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.