POLÍTICA

“Neste país não basta ter mérito, é preciso pertencer a um determinado partido” diz Boaventura de Sousa

Durante o programa Grande Entrevista da STV, o sociólogo português Boaventura de Sousa Santos, abordou vários assuntos que marcam a atualidade moçambicana.

Um dos pontos que o acadêmico português debruçou, foi a partidarização do estado. Boaventura disse que em Moçambique os jovens não são promovidos pelo mérito, mas sim pela simpatia ou lealdade partidária.

“É muito importante que os jovens desse país percebam que o mérito compensa.

Boaventura de Sousa Santos

Nós temos ainda em Moçambique, eu digo com toda frontalidade por que penso que tenho boas razões para dizer, a ideia do partido estar ainda continua muito dominante. Neste país não basta um jovem ter mérito, é preciso ter mérito e pertencer a um determinado partido ou pelo menos ter simpatias com um determinado partido.

Isso não ajuda que os jovens vejam que é pelo mérito que podem subir  e não pelas lealdades partidárias.”

Loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: