POLÍTICA

Medicamentos roubados pela Renamo em Morrumbala e Mopeia, são avaliados em doze milhões de meticais

Em contacto com a Rádio Moçambique (RM), o director provincial da Saúde da Zambézia, Ideat Cassimo, avançou que os medicamentos roubados pelos homens armados da Renamo nas unidades sanitárias de Morrumbala e Mopeia, são avaliados em doze milhões de meticais.

Cassimo explicou que os medicamentos que frequentemente são roubados pela Renamo são anti-bióticos orais e injectáveis, analgésicos como paracetamol e Iboprofeno.

“Felizmente nós tínhamos um stock ao nível do depósito distrital, imediatamente, no mesmo dia, a equipa distrital disponibilizou esses medicamentos nos sectores onde foram roubados e o atendimento está garantido; existem medicamentos essenciais para tratar as infecções” , disse o director

Importa referir, que no mês passado, os comandados por Afonso Dhlakama protagonizaram ataques aos distritos de Mopeia e Morrumbala, tendo resultado na vandalização das unidades sanitárias e saque de medicamentos.

Segundo avançou a RM, além de medicamentos, aos homens ramados roubaram redes mosquiteiras e lençóis nas enfermarias.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 Comentários

  1. DOU disse:

    complicated situation

  2. Se os barcos parados da Ematum custaram 2 biliões de dólares, porquê os medicamentos de Morrumbala e Mopeia não custariam 12 mlilhões (biliões) de meticais?

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: