POLÍTICA

Galiza Matos Jr e Domingos Gundana trocam mimos nas Redes Sociais

Tudo começou após o deputado do partido no poder, Galiza Matos Júnior, ter postado a imagem dos corpos dos comerciantes Fuzilados e carbonizados no Distrito de Cheringoma, na província central de Sofala e ter insinuado que foram os Homens Armados da Renamo que cometeram o crime.

Domingos Gundana, membro sénior do maior partido da oposição no país, não gostou do que leu e fez um “Contra-ataque”.

“Galiza, essa coisa de falar o que sabe que não é, chama se pecado grave. Você pretende tapar o sol pela Penela e isso já passou na moda. O irmão na qualidade de deputado esteve em sofala e Manica a passear, gastando o pouco dinheiro de nossos impostos na tal comissão de inquérito das valas comuns, voltou sem resposta porque a resposta já levavas antes de lá ir, infelizmente os corpos de moçambicanos estavam lá apodrecer sem que se saiba quem tirou vida destes. Muitos irmãos em Tete quando se aperceberam de que os que se dizem protectores são os matadores, preferiram refugiar no malawi e os senhores condenaram a fuga e não os matadores. Tanto mopeia como mortumbala do que soubemos tem que ver com saúde e polícia e não com o povo, não vimos casas saqueadas e ou bens de cidadãos comuns.
Sua polícia ou forças partidárias, raptam, matam e queimam gente em Tete e agora em sofala,” disse Domingos Gundana.

Galiza Matos não tardou e lançou uma ofensiva.

“Caro amigo Domingos Gundana, primeiro devo dizer que a Comissão de Inquérito apurou que ali em Manica a Renamo, através das suas acções armadas ilegais, comete atrocidades, matando pessoas indefesas e as alegadas valas (que de facto não existem) foram produto de um jornalista. A segunda questão, que o deve preocupar e a todos nós, é que a Constituição da República é clara: nenhum partido político deve ter armas. A Lei dos Partidos é clara: nenhum Partido deve usar a força para alterar a ordem social e política. O MDM não faz isso. O PIMO, PDD, Pasomo e outros partidos não usam armas para matar. Apenas a Renamo. Isso não é falácia. Se lê os jornais, o próprio líder da Renamo disse porque ataca e mata pessoas várias vezes. Jovens há aqui que não viram os horrores da guerra: crianças piladas, orelhas cortadas e mais. Isto, caro amigo, não pode ser. Quem está a assaltar esquadras e quartéis sabe que vai lá levar uniforme para se camuflar e fazer destas atrocidades. Obrigado.”

“Ps: só falo do que sei. Do que não sei, eu não falo. Já agora, sabes do que falas? Obrigado.”

Domingos Gundana não lhe digo mais nada senão: vá ler o Artigo 77 da Constituição da República aprovado em consenso pela Renamo e FRELIMO na AR em 1994. Depois de ler e reflectir, podemos trocar opiniões. Boa leitura e boa noite. Obrigado.”

Galiza Matos Jr vs Domingos Gundana

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 Comentários

  1. Quando Galiza Matos Júnior diz que a Constituição proíbe os partidos serem portadores de armas de fogo, se esquece que a Frelimo também é portador de armas de fogo? Estamos cansados da Frelimo e da sua ditadura. Fora do poder.

  2. Diogo Alberto disse:

    tens razão Gundana

  3. esses partidos de tanto a frelimo e a renamo todos são assassinos queremos paz nos chega de armas

  4. Tomé vernijo Mário disse:

    irmãos moçambicano paz não é discutir razões mas sim ideias

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: