POLÍTICA

Energia pode ser a “luz no fim do túnel” para a economia moçambicana

O sector de energia em Moçambique, que inclui grandes projetos que estão sendo lançados por empresas chinesas, oferece ao país as melhores perspectivas de superar o período económico adverso atual.

O mais recente projecto foi a construção de uma usina de energia movida a carvão na província de Tete, avaliado em US $ 25,5 milhões. O referido projecto envolveu a Shanghai Electric Power e Ncondezi Energia. Outra usina termelétrica prevista em Tete envolve os governos de Moçambique e Zâmbia.

A Economist Intelligence Unit prevê uma queda de investimentos estrangeiro no curto prazo, e uma recuperação lenta até 2017, isso se o governo tomar medidas suficientes para restabelecer o programa do FMI, o que seria um sinal importante aos investidores.

China deve tornar-se um dos principais clientes de gás natural de Moçambique, onde já tem feito sentir a sua presença. O National Offshore Oil Corp chinês obteve o primeiro contrato de longo prazo que prevê a compra anual de 2 milhões para 2,5 milhões de toneladas de gás, um quarto da capacidade de produção na primeira unidade de liquefação associado à Área 1 da Bacia do Rovuma, onde Anadarko é a principal operadora.

O interesse de companhias de petróleo chinesas no gás natural moçambicano já tinha levado Sinopec a comprar da empresa italiana ENI, uma participação de 20 por cento na Área 4, ao lado de uma outra área operado pela Anadarko, por US $ 4,2 bilhões.

De acordo com o Standard Bank, inicialmente Moçambique vai ganhar cerca de US $ 67 bilhões com as exportações de gás natural . Com seis instalações de liquefacção, o lucro poderá subir para US $ 212 bilhões.

furtherafrica

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: