POLÍTICA

Colaboradores dos Homens Armados da Renamo presos em Tete

A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve no distrito de Tsangano, na província central de Tete, dois cidadãos (pai e filho), que são acusados de colaborar com supostos homens armados do maior partido da oposição no país, que na madrugada do dia 6 do mês corrente invadira e saquearam a farmácia do hospital da localidade de Banga, avançou a Agência de Informação de Moçambique (AIM).

A detenção dos supostos colaboradores dos homens armados da Renamo foi confirmada na  passada quarta-feira (13), pelo comandante da Polícia da República de Moçambique ao nível da província de Tete, Fabião Nhancololo.

“Aquela unidade sanitária ainda encontra-se inoperacional, porque os dois enfermeiros que tinham sido raptados pelos homens da Renamo, para transportar os medicamentos, temem que possa acontecer o pior nas próximas ocasiões”, disse ele.

O administrador de Tsangano, Eugénio Muchanga, confirmou que a aquela unidade sanitária assaltada ainda não retomou as suas actividades, porque aguarda-se pelo regresso dos enfermeiros.

“Os enfermeiros estão abalados. Caminharam uma longa distância e foram ordenados para voltarem. Disseram que não foram espancados, mas estão psicologicamente afectados” disse o administrador.
Sobre os detidos, Muchanga disse que estão a ser interrogados, “porque há informações de terem acolhido homens armados da Renamo na noite do dia 6 do presente mês. Pensamos que se for provado o seu envolvimento poderão ser responsabilizados“.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: