POLÍTICA

CFM perdeu 30 mil milhões de meticais em duas semanas devido a suspensão dos comboios da VALE

A crise política e militar já estava sufocando a população e algumas pequenas e médias empresas um pouco por toda região centro do país, mas agora parece que está afetando também as grandes empresas. Entre elas estão a VALE Moçambique e os Caminhos-de-ferro de Moçambique (CFM).

A empresa estatal CFM, responsável pela linha de transporte e espaço de manuseamento de carvão mineral, terá perdido em duas semanas de paralisação, 68 comboios de cargas da vale Moçambique.

Como consequência, a empresa estatal terá perdido mais de 30 mil milhões de meticais durante as duas semanas da paralisação da via da empresa que é um dos grandes clientes dos CFM, ao longo da linha de Sena.

Tudo leva a crer que os prejuízos continuarão a aumentar, visto que a mineradora brasileira decidiu suspender mais uma vez a circulação dos seus comboios devido os ataques que os mesmo vem sofrendo.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

3 Comentários

  1. JJCatumbo disse:

    Nao constitui verdade. Sendo assim, só a Contribuição da CFM nas receitas do estado Bastava para cobrir com a despesa Publica.

  2. Muito obrigado a página é boa

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: