NOVIDADES

“Quanto mais as pessoas estudam, menos possibilidades têm de arranjar emprego em Moçambique” diz Narciso Matos

Durante a conferência sobre “Qualificação, Emprego e Empreendedorismo”, com objectivo de discutir a articulação entre o ensino e o mercado de trabalho, organizado pelo grupo SOICO, o antigo reitor da UEM, Narciso Matos, disse que o crescimento económico de Moçambique não implica, necessariamente, que mais moçambicanos tenham emprego. Para Matos, que foi o orador principal da conferência, pode acontecer que nos próximos tempos a economia cresça, sem que com isso haja mais pessoas empregadas.

Numa outra abordagem, Narciso Matos surpreendeu, ao afirmar que quanto mais as pessoas aumentam a escolaridade, menos possibilidades têm de arranjar emprego em Moçambique.

O académico apontou soluções para amenizar a situação, as mesma eram centradas na agricultura, Pequenas e Médias Empresas e numa atenção especial aos mais jovens.

“É imperioso transformar e modernizar a agricultura para ser mais produtiva, melhor empregadora, e geradora de qualidade de vida mais elevada. O conhecimento no geral e o desenvolvimento do capital humano (dos trabalhadores) são a pedra central para o desenvolvimento económico sustentável, inclusivo, elevador das condições de vida das pessoas e gerador de bem-estar social. É imperioso criar um ambiente de trabalho cada vez mais satisfatório para o sector privado, dando especial atenção as MPMEs. É preciso privilegiar sectores de actividade que empregam o maior número de pessoas relativamente ao investimento que se fizer”, disse Narciso Matos citado pelo O .

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.