POLÍTICA

Mais de 6.000 alunos abandonaram os estudos devido aos confrontos militares em Manica

Cerca de catorze escolas fecharam na província central de Manica devido aos confrontos militares entre os Homens Armados do maior partido da oposição no país e as Forças de Defesa e Segurança.

Estima-se que mais de seis mil alunos abandonaram os estudos devido os conflitos armados naquela parcela do país.

Algumas aldeias assemelham-se a cidades fantasmas, isto por que certas famílias abandonaram as suas residências em busca de lugares que lhe proporcionem mais seguranças.

Renamo-guerrilheiros-gorongosa2

O diretor dos serviços de educação do Distrito de Bárue, disse que alguns alunos e professores estão a ser reintegrados em zonas consideradas seguras.

“Nós temos vindo a integrar alguns deles aqui ao nível da vila de Catandica, nas várias escolas cá disponíveis.

Em relação aos professores, nós solicitamos os professores para fazermos a reintegração desses professores nas outras escolas seguras”, disse o diretor dos serviços de educação do Distrito de Bárue.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.