POLÍTICA

Homens Armados da Renamo voltam a atacar camiões malauianos na EN7

Na semana passada, as autoridades malauianas ameaçaram abandonar as nossas estradas, após 5 camiões malauianos terem sido atacados pelos Homens Armados da Renamo.

O governo moçambicano redobrou a segurança nas escoltas dos camiões malauianos. Mesmo assim, voltaram a ser atacados.

Segundo avançou a Voz de América, dois camiões tanques do vizinho Malauí foram metralhados na manhã de ontem, segunda-feira (20), durante um ataque dos homens armados da Renamo a uma coluna de viaturas, escoltadas pelas Forças de Defesa e Segurança na província de Manica.

O incidente ocorreu na zona entre Nhassacala e cruzamento de Macossa, quase na metade do troço de cerca de 250 quilómetros, onde as forças de defesa e segurança fazem a permuta das duas escoltas, que partem em simultâneo nos dois extremos das províncias de Tete e Manica.

“Os tiros foram disparados quando aproximávamos ao cruzamento de Macossa, tendo partido os vidros das janelas e um retrovisor das viaturas. Os motoristas não foram atingidos e a coluna nem parou devido aos disparos”, disse um dos camionistas alvo dos disparos, citado pela VOA.

Enquanto se fazia a permuta das escoltas, prosseguiu a mesma fonte, “não houve nenhuma assistência por parte das forças governamentais que faziam a escolta”, adiantando que a longa extensão das colunas propicia incursões esporádicas dos atacantes.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

1 Comentário

  1. milo disse:

    entregem-la 6 provincias do velho,

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.