POLÍTICA

PRM diz que não irá permitir manifestações sem autorização legal

As manifestações populares a terem lugar no dias 21 e 22 do mês corrente já começaram a agitar a população e as autoridades moçambicanas.

No dia em que a polícia da República de Moçambique completava 41 anos de existência, o Ministro do Interior, Basílio Monteiro, apelou a população a pautarem pelo civismo durante as manifestações.

“De um modo geral, nunca é desejável que ocorra uma manifestação que perturbe a ordem pública. Ninguém está interessado em viver perturbado. Queremos apelar para uma atitude urbana, uma atitude de civismo, que nos concentremos naquilo que é fundamental e que pode trazer vantagens para nossa sociedade”, disse Monteiro.

Do outro lado,  o porta-voz Polícia da República de Moçambique, Inácio Dina, em contacto com a agência Lusa disse que a corporação está a espera da notificação do município, lembrando, no entanto, que as autoridades não irão permitir manifestações sem a devida autorização legal.

“Nós ainda não fomos notificados e, se realmente eles querem protestar, precisam de uma autorização do município”, disse Inácio Dina, citado pela Lusa, acrescentando que não serão toleradas ações que perturbem a ordem pública.

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: