POLÍTICA

“O governo tem plano de capturar e assassinar Afonso Dhlakama” diz Domingos Gundana

A crise política e militar continua a atingir proporções alarmantes na região centro do país, mas precisamente no Distrito da Gorongosa, na província de Sofala.

Segundo fontes, nos últimos dias tem se notado movimentação anormal das Forças de Defesa e Segurança em direção a Residência do líder do maior partido da oposição no país, Afonso Dhlakama.

Perante esta situação, Domingos Gundana, membro sênior do parido Renamo, disse que o convite que o presidente da República enviou ao líder da “perdiz” pedindo diálogo, era falso e, para o inglês ver.

Gundana disse ainda que as Forças de Defesa e Segurança estão bombardeando o local onde se encontra Afonso Dhlakama.

“A BATALHA PELO ASSALTO A SATUNGIRA EM AUGE!

É doloroso saber que a carta feita pelo governo de Moçambique a solicitar o reatamento do diálogo é tudo falsa, por detrás da carta estava um plano de ataque e assalto ao local onde se encontra o Líder da Renamo.

Os confrontos que iniciaram na 5feira que se prolonga até este momento visam o assalto final e a captura do Líder da Renamo para que as negociações não sejam reais.

Nyusi aposta na via militar e na eliminação do Dhlakama como saída para a pacificação de Moçambique, dai que investir na morte de Dhlakama passou a ser a grande prioridade.

Moçambicanos e a comunidade internacional, estão todos mudos numa altura em a guerra e a caça ao Líder da Renamo em Gorongosa esta se intensificar, a qualquer momento satungira poderá ser tomada de acordo com fontes das FDS e a possível captura do Líder da Renamo segundo a ordem do Comandante em Chefe Nhysi.

Afinal queremos paz ou guerra?
Ao saltar satungira e capturarem Dhlakama, o que com ele farao?”, escreveu Domingos Gundana na sua conta pessoal do Facebook.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

3 Comentários

  1. jonas disse:

    chama grupo d nato tao atrazar p favor. antes q afrelimo nos akabe

  2. Carlos Estevao disse:

    Sr Gundana, é obrigação de qualquer que seja o cidadão respeitar a ordem estabelecida pela Constituição da República.
    A sua preocupação deveria ser, neste momento, pelo terrorismo que a vossa renamo tem feito pelo país fora e não se preocupar pelo terrorista que é pelo Estado procurado para responder pelos seus actos.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: