POLÍTICA

FDS cercam Afonso Dhlakama na Gorongosa

O líder do maior partido da oposição no país, Afonso Dhlakama, denunciou o cerco militar à sua base na Gorongosa, mas assegurou que a situação não vai impedir o encontro da sua delegação com a do Governo, marcado para hoje, quarta-feira (25), na capital moçambicana.

Dhlakama disse que blindados e carinhas lotados com homens das Forças de Defesa e Segurança posicionaram-se em Mucodza, supostamente para uma ofensiva militar à base do movimento na Gorongosa.

Perante este cenário, Afonso Dhlakama questionou a seriedade do diálogo que o presidente da República está convocando.

“Se de facto o Presidente Nyusi está interessado no diálogo como tem estado a dizer, como é que as duas equipas vão se encontrar amanhã para começarem a discutir a agenda e ele manda um grupo para atacar aqui?”, disse Dhlakama.

Numa outra abordagem, o líder da “perdiz” disse que os referidos militares foram dado ordens para lhe encurralar.

“Segundo informação, um grupo secreto vem para atacar e destruir tudo de modo que o presidente Dhlakama não tenha tempo para dirigir as negociações ou para que o presidente Dhlakama aceite tudo porque está cercado”, sentenciou Dhlakama.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

6 Comentários

  1. amerco disse:

    afrelimo nao quer dialogo, so tentam enganar o povo, ja temos conyecimento disso

  2. orlando disse:

    dhlakama meu presidente

  3. joao disse:

    fazem-la de presa esse dialogo, o povo tem sede de ver novos governantes nas 6 provincias, stao atrazar

  4. marcia disse:

    afrelimo so quer dhlakama sair nas mata para lhe matar, porque q ate hoje dialogo comecou continua mandar militares para gorongoza?

  5. GERSON AZAFE disse:

    Nao e possivel negociar com quem voce nao-O aceite frente em frente. o ministro da defesa ate pode estar certo com todas as tacticas de combate no centro do pais. So que precisa saber uma coisa, ou lembrar que na guerra dos 16 anos em que nos gastamos a nossa juventude nao houve vencedor, so houve a fragmentacao de Mocambique que nos trouce toda esta limitacao e pobreza total !
    A missao das FDS de defender o pais esta certo. Mas neste momento deveriamos entender que as armas falharam, portanto vamos dar lugar ao dialogo, so assim a paz e tranquilidae virao de novo para o nosso pais.
    Tentar matar DLHAKAMA e pensar atraz e nao afrente. Mocambique precisa lembrar que existe diferenca entre ANGOLA e nos aqui. DLHAKAMA nao e SAVIMBI.
    Ja houve muitas tentativas de matar DLHAKAMA nao deu certo so perdemos homens na batalha. Nossos filhos nao sao como nos. No nosso tempo de SAMORA MACHAEL nos eramos un exercito com muita disciplina e corangem. hoje nao tem mais isso. O nosso governo precisa entender e analizar isto. Nao adianta fazer guerra. Vamos conversar e acinar acordos para o bem estar do pais.
    VIVA A PAZ, VIVA O DESENVOLVIMENTO, VIVA A HARMONIA E TRANQUIDADE EM NOME DE JESUS CRISTO O FILHO DE DEUS.

  6. marceta jose disse:

    O Dhlakama esta habituado viver atraves do sofrimento do povo. \porque nao sair no mato e deixar de matar populacao na estrada e nas aldeias de sofala, Manica, Tete e Zambezia? Que lider sente bem quando acompanha mortes de sua autoria? Nos machimbombos e na estrada so viajam membros da Frelimo? Isso so um sanguenario e que pode fazer. Se continuar assim, vale apena banir renamo como partido politico porque de politica nao faz se nao matancas. Este senhor devia ser julgado por cfrimes de guerra. Provas estao nos assassinatos que ele ordena na Estrada nacional.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: