NOVIDADES

Relatório garante que o piloto da LAM quis despenhar avião

Tal como já havia sido anunciado semanas depois do acidente que matou 33 pessoas havido em Novembro de 2013, o relatório das autoridades aeronáuticas da Namíbia confirmou a intencionalidade do piloto em despenhar o avião das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM).

O relatório que foi divulgadas hoje pelo jornal The Namibian, avançou que Hermínio dos Santos Fernandes estava sozinho no ‘cockpit’ do avião, que fazia a ligação entre Maputo e Luanda, quando deliberadamente baixou a altitude até embater no solo, no Parque Nacional de Bwabwata, na Namíbia.

O piloto estava deprimido “O relatório declara que as ações tomadas por Fernandes indicam explicitamente os seus conhecimentos sobre os sistemas do avião e especificamente sobre os controlos automáticos, durante toda a descida, feita com o piloto automático ligado e sem qualquer força aplicada nas colunas de comando”, avançou o jornal.

Durante estes acontecimentos, prossegue, não houve nenhuma comunicação a declarar qualquer emergência e as condições atmosféricas não apresentavam dificuldades.

Importa referir, que Hermínio dos Santos Fernandes, de 49 anos à data do desastre, tinha 9.052 horas de experiência de voo, das quais 2.519 neste modelo da Embraer.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: