POLÍTICA

Carta aberta de Nini Satar ao presidente Filipe Nyusi parte 6

O empresário moçambicano Nini Satar voltou a escrever uma carta para o nosso chefe do estado, Filipe Jacinto Nyusi.

Dessa vez, Nini falou um pouco da crise política e militar que se vive no país e, da polêmica sobre as dívidas ocultas contraídas na governação anterior.

Confira a seguir a sexta carta de Momade Assife Abdul Satar, endereçada ao presidente da República.

Carta aberta ao Senhor Presidente (6)

Sua Excelência Senhor Filipe Jacinto Nyusi, Presidente de todos os Mocambicanos.pela sexta vez volto a tomar a liberdade de lhe escrever uma carta aberta, como forma de interagir consigo.
Lembrar-se-à certamente que pelas suas próprias palavras disse que nós Os Moçambicanos somos os seus PATRÕES. É nessa condição que dedico estas novas linhas.
Excelência várias notícias a nível interno e externo indicam que o país está á beira de um indisfarçável caos económico.
É porque no meio da desgraça do povo um mal nunca vem só, temos uma guerra ainda não declarada em curso que está a matar milhares de civis inocentes e a levar outros para os países vizinhos como refugiados.

Senhor Presidente
Tenho estado a acompanhar as noticias, segundo as quais o primeiro -ministro ,Carlos Agostinho do Rosário, e o ministro da Economia e Finanças , Adriano Maleiane, se encontram em Washington DC, a capital politica do imperio mundial, para se justificarem da colossal diviva publica, contraida em segredo ao parlamento e ao povo moçambicano, pelo anterior governo, onde vossa Excia ocupava a cadeira de ministro da Defesa.

Como foi que nos chegamos a este ponto? Como ?!

Senhor Presidente
Há alguns anos, o vitalicio Presidente do Zimbabue, diante da crise pós-eleitoral numa tirada de inteligencia, sentou-se com Morgan Tsivangirai ,o lider da oposição ,e deu-lhe o cargo de primeiro-ministro.
Acho o exemplo um caso que V.Excia deviria ter seguido, logo após ter vencido as eleições diante do protesto do maior líder da oposição.

Se eu, Nini Satar tivesse sido eleito Presidente da República,antes da tomada de posse e do juramento da bandeira e da constituição, sentava com Dhlakama e dizia-lhe, amigavelmente meu irmão vamos parar com a guerra, resolvia-lhe os problemas básicos (dele e dos seus partidários) e pedia-lhe um ano para arrumar o pais ate acomodar algumas das suas pretensões de ponto de vista legal.
Nesse ano de contenção, iria fazer ecoar o meu nome, a par de atrair investimentos, muito mais do que o meu antecessor, hoje queimado na fotografia da historia com os escândalos na mesa dos moçambicanos.

Senhor Presidente
Com os recursos minerais, petróleo, iria atrair grandes investidores no mundo, tal como os rubis de Montepuez sao vendidos em leiloes a milhoes de dolares.
Quem não iria aplaudi-lo se a semelhança de Mugabe atribuísse um cargo aDhlkama para o bem da paz ? Quem ?

Senhor Presidente
Afinal a divida pública é de 8 biliões de dolares. acha isso muito para Moçambique? Há paises que devem muito mais do que isso. o grande problema é que não soube dar a volta a tudo isso. afugentou os investidores, descobriu a divida e a Dinamarca esta a fechar a embaixada para o ano. o que se segue?

Senhor Presidente
Diante desta crise e da falta de uma posição clara do governo, garanto lhe que muitos empresários vão fechar as suas lojas. no informal o dolar esta a 62 meticais nos bancos não há reservas e pior de tudo isto não e Guebuza , mas a inerte Procuradora-“geral da República (PGR) que devia emitir mandados de captura contra os que esvaziaram o cofre do Estado.
Depois da PGR que se diz guardiã da legalidade, fazer o que lhe compete, sentava depois de um ano com Dhlkama para lhe explicar que tinha que arrumar o país. Mas sem guerra desnecessária.

Senhor Presidente
Caso esteja comprometido com alguma assinatura no dossiê Ematum, saia publicamente e peça desculpas tal como fez Jacob Zuma em relação a Nkandla.
Se foi Guebuza quem levou o dinheiro, ou Manuel Chang como dizem por aí, então deixe de ir ao FMI, Banco Mundial e peça emprestado dinheiros a eles para salvar o país !

Nini Satar

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

22 Comentários

  1. DEROVIR VITOR DA SILVA disse:

    CONCORDO COM O NOBRE EMPRESÁRIO, QUE VERDADEIRAMENTE AMA ESTE MOÇAMBIQUE, ENQUANTO ALGUNS ANTECESSORES ROUBARAM O DINHEIRO DOS MAIS HUMILDES, GOSTARIA MUITO DE VER ESTES DINHEIROS DESVIADOS VOLTAR AOS COFRES DO GOVERNO MOÇAMICANO.

  2. Absalao disse:

    É com muita admiração q endereço os meus agradecimentos ao Nini Satar.

  3. Absalao disse:

    Estamos a beira de um colapso financeiro e politico neste Moçambique que tanto amo, por causa de alguns que acham que este país é uma aldeia cheia de incoscientes.

  4. Manuel Zunguze disse:

    DE facto eh muito preocupante quando a procuradora geral da republica fica em silencio e não faz o uso das suas competências. Claramente se ela não agir, Guebuza nunca vai se explicar, continua cínico e indiferente, com sempre foi, enquanto que povo estará se ressentindo desta crise.

  5. elvino disse:

    Caro amigo Nini agradecer pelas sabias palavras o Pais precisa de mas empresario com este tipo de visao das coisas.

  6. pedro disse:

    ela esta com medo de usar suas competencias porque este mesmo cargo quem a conferiu foi o proprio guebusa e pelo visto este problema provem da frelimo mesmo.

  7. angelo disse:

    Obrigado irimao pro esta carta mx ainda nao v a reação do nosso presidente

  8. Molapa Mc disse:

    Isso e oque falta em nos mocambicanos, o medo vai nos consumindo, roendo os nossos ossos. Eu tambem tenho medo porque sou mocambicano. Forxa Nini

  9. Molala da Cruz disse:

    e isso mesmo que acontece, forca ai Nini Satar

  10. Gimo disse:

    Nini tem toda razão; força ai continue assim, Deus te abençoe Nini!

  11. Joao barros disse:

    Notifique-me sobre novas publicacoes e comentarios por e-mail acima citado.

  12. Mohammed disse:

    se o o camarada presidente da Republica leu bem a carta deu pra itender algo e que possa tirar algum proveito da carta.

  13. Jorge Maunze disse:

    De facto, ha pouco ou nenhum interesse em resolver o problema dos mocambicanos, por quem o direito lhe confere.
    Assistimos mesmo sem querer, justificacoes inacwitaveis relativas a divida publica.
    Quanto a guerra ainda por ser declarada, constitue uma dore na garganta para o pais todo.
    Olha, nao se justifica , que o pouco dinheiro que ainda sobra, para alem de apoiar os mocambicanos assolados pela seca, seja usado para acomodar os “”bastado”” mocamicanos e outros vindos de fora, para negociar e dialogar sobre a paz, cujo desfecho tem sido um filme de entertenimento chines””silping first karate””
    acreditamos nos os mocambicanos que esta negociacao nao tera fim neste ano. Garanto a todos, a avaliar pelo modo como esta a correr o dialogo.
    Que disfarce politico.

  14. Mussa disse:

    O papá Samora Moisés Machel já havia previsto k assim que és PR estivesse no poder havia de vender o país. É só lamentar o que tá a acontecer não sei o que será dos nossos filhos se hoje vivemos assim

  15. Bem dito Nini realmente este governo está caduco

  16. Joao barros disse:

    O problema e que o sr nyussi e um remote e usado nao tem palavra

  17. Francisco dos santos disse:

    Olha meu irmao “Nini” este pais, enquanto os ministros assim como PGR forem indicados para ocupar os cargos, nao teram o poder de decidir,… eles nao sabem ki mal estao a prontar,…

  18. AGE disse:

    Nani agradeço pela colaboração, apesar que existem pessoas que não querem apaz no pais para toda gente mas sim para eles, porque são da frelimo e também tem dinheiro.

  19. As tuas palavras me tocam o coraçao isso esta muito certo.Porque năo façam o mesmo como o presidente da africa de sul?

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: