POLÍTICA

“Quando tudo corre mal na Renamo, o culpado é a Frelimo” diz Damião José

Após ver a chefe da bancada parlamentar da Renamo, Ivone Soares,  acusar a Frelimo de ter baleado o secretário Geral da “Perdiz”, Damião José reagiu. O mesmo observou que se trata de acusações “infundadas e precipitadas”, na medida em que o facto de Bissopo exercer funções na Renamo e no parlamento como deputado não permite concluir que o crime de que foi alvo tenha necessariamente motivações políticas.

“Quando tudo corre mal na Renamo, o culpado é a Frelimo, até pelo fraco político que desempenham, que nem existe, e pelos resultados desastrosos que têm tido em todos os pleitos eleitorais”, disse Damião José citado pela Lusa, defendendo que Moçambique possui “instituições competentes capazes de esclarecer as circunstâncias em que ocorreu mais um crime”.

O porta-voz da Frelimo entende que as acusações da Renamo pretendem também “põr em causa a imagem da Frelimo e denegrir os seus dirigentes e a credibilidade das instituições de defesa e segurança”, sugerindo ao partido de oposição que “ponha a mão na consciência” e entregue os seus homens armados.

“Nos últimos temos, os próprios homens armados da Renamo – não sabemos a mando de quem – têm estado a sequestrar cidadãos, alegadamente porque são membros do partido Frelimo e são barbaramente assassinados”, acrescentou Damião José, realçando que a permanência de um braço militar na oposição “é estar do lado errado da história” e demonstra o objetivo de “intimidar populações, assassinar cidadãos, criar desestabilização nas comunidades e pôr em causa o trabalho do Governo”.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: