NOVIDADES

Universidade São Tomás está extorquindo seus estudantes

Os alunos da Universidade São Tomás de Moçambique estão em pé de guerra com a instituição, por conta de uma nova política adoptada pela mesma.

A Universidade são Tomás emitiu um comunicado avançando que todos estudantes examinados que tenham uma mensalidade atrasada, serão levados automaticamente a recorrência, independentemente do desempenho que tiverem nos exames normais, ou seja, se alguém pagar a mensalidade no início do ano até Outubro e não conseguir pagar o mês de Novembro a tempo, independentemente do que a pessoa for a fazer nos exames normais ela será levado a recorrência.

A nova política aponta que o estudante que tenha mensalidade em dívida, além de pagar as mensalidades, ele deverá ainda pagar o valor de recorrência dos exames automaticamente reprovados.

Apercebendo-se da situação, a nossa equipa de reportagem deslocou-se até a instituição para se inteirar no assunto. Quando lá chegamos, tentamos falar com a direção da instituição, mas ninguém quis falar.

Em contacto com alguns estudantes, ficamos a saber que houve uma greve na semana finda, repudiando as novas políticas implementadas pela instituição.

Alguns estudantes confidenciaram-nos ainda que quando alguém termina um determinado curso, a instituição inventa cadeiras em atrasos. Por conta disso, vários estudantes estão abandonando aquela instituição de ensino.

Um dos nossos entrevistados que não quis se identificar, avançou que tem vivido dias difíceis naquela instituição.

“Boa tarde, Sou estudante da USTM, e o que estou a viver nesses dia é muito humilhante, muitos dos meus colegas já abandonaram está universidade por conta desta nova regra de pagamento de mensalidade, Não é justo um estudante se dedicar para depois ser reprovado por conta de uma dívida. Outros ainda pensam em trocar de universidades mais ainda estão com expectativa disso mudar”.

Importa referir que esta não é a primeira vez que a Universidade São Tomás de Moçambique tem o nome envolvido em polêmicas. No início do presente ano, o deputado e porta-voz do maior partido da oposição em Moçambique disse numa entrevista que concedeu ao programa África Global da Rádio e Televisão Portuguesa (RTP), que a Universidade São Tomás de Aquino de Moçambique (USTM) foi criada para burlar os moçambicanos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: