BIZARRO

Mulher casada confessa que tem tido sexo com cadáveres a 3 anos

Uma mulher casada que foi entrevistado em uma estação de rádio, confessou que  tem tido relações sexuais regulares com os homens mortos no necrotério, uma vez por semana, durante três anos.

A mulher, que só foi identificado como Rose, narrou que não vê nada de errado no que ela estava fazendo, porque ela recebe dinheiro e outros favores do mundo terrestre.

Quando o entrevistador perguntou se ela iria precisar de ajuda para sair do acto bizarro, ela foi rápida em dizer não, acrescentando que consegue tudo o que quer ao flertar com o morto.

Segundo fontes, o marido da mulher foi quem a denunciou a estação de rádio, na tentativa de fazer com que a mulher pare com tais ações.

Questionado por que ela se dedica ao ato indizível, ela explicou que era por causa da recompensa que ela recebe uma vez que ela faz os rituais sexuais.

Rose, que insiste que ela não consegue dormir com homens por livre e prefere dormir com um corpo morto, confessou o apresentador da rádio que ela foi dormir com fresco morto há três anos, embora ela é casada.

“Eu não consigo dormir com outros homens que não podem pagar para fazer sexo … eu preferia dormir com homens mortos para aumentar a vida”, esclareceu.

A mulher afirma que há 4 anos, ela era muito pobre e que, quando ela procurou os serviços de um feiticeiro (curandeiro) lhe disse que tinha que dormir com homens mortos, a fim de sair da sua pobreza.

Loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

3 Comentários

  1. Joaquim Moreno disse:

    Nao concordo que seja possível, porque ainda acredito que homem morto nao poder o orgao na posição errecta, talvez haja uma outra forma de interpretação do cenário.

  2. PETROSSE disse:

    actos barbaros,gente sem coracao.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: