POLÍTICA SOCIEDADE

Alguns estabelecimentos turísticos de Inhambane é proíbida a entrada de negros

Inspecção Nacional das Actividades Económicas detecta casos de racismo em alguns estabelecimentos hoteleiros na província de Inhambane

Nas actividades inspectivas, realizadas nos últimos três meses, técnicos da INAE, que visitaram mais de seiscentos estabelecimentos, depararam com situações de proibição da entrada de negros.

Um desses estabelecimentos, que proíbe a entrada de negros, localiza-se no município de Inhambane, concretamente na praia da Barra.

O delegado da Inspecção Nacional das Actividades Económicas em Inhambane, Ernesto Tafula, sublinhou que outras instâncias turísticas impedem a entrada de negros nos seus estabelecimentos aplicando preços altíssimos, nos seus produtos.

Ernesto Tafula explicou ainda que trabalhos estão em curso no sentido de apurar a veracidade dos factos.

Outra preocupação da INAE relaciona-se com comerciantes que, de forma persistente, vendem produtos fora do prazo ou colocam-nos em promoção, expirada a sua validade.

Neste aspecto, a INAE apela aos consumidores para colaborarem, denunciando casos de género.

Loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: