POLÍTICA SOCIEDADE

Governo vai oferecer 20 sacos de CIMENTO por troca de armas de fogo

A Polícia da República de Moçambique quer recolher todas as armas de fogo que estejam em mãos alheias e incentivou a população a colaborar numa campanha de “troca de armas por materiais de construção”, explica o comandante na província de Manica, Armando Canhenze: “Se alguém tiver um irmão que lhe deu uma arma para guardar, não tenha receio, nós recebemos a arma desde que esteja em condições. Quem conseguir quatro armas terá em troca 20 sacos de cimento”.

O comandante provincial garantiu que não haverá questionamentos sobre a proveniência das armas.

Em setembro, a província de Manica foi palco de confrontos armados entre as forças governamentais e homens da RENAMO. Em outubro, na cidade da Beira, foi desarmada a guarda pessoal do líder do maior partido da oposição, Afonso Dhlakama.

O Delegado da RENAMO em Manica, refere que a polícia está a utilizar a campanha de troca de armas como engodo para apanhar guerrilheiros da RENAMO. Sendo assim, “a missão policial pode falhar pois o partido não tem armas na província”, diz Matequenha.

Mas a campanha poderá também servir para “apanhar armas nas mãos dos bandidos”, segundo o delegado da RENAMO.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: