POLÍTICA

Bispos dirigem cartas ao PR e ao líder da Renamo

Os bispos católicos de Moçambique reafirmam a sua inteira disponibilidade de continuarem a colaborar nas actividades em curso no país, tendentes à manutenção da paz.

Recentemente, os bispos enviaram, neste contexto, cartas formais ao Presidente da República, Filipe Nyusi, e ao líder da Renamo, Afonso Dhlakama, nas quais reiteram a sua total disponibilidade de participar nas acções de pacificação do país.

O facto foi revelado quinta-feira, pelo arcebispo da Beira, Dom Cláudio Dalla Zuanna, durante uma Conferência de Imprensa, que concedeu na capital provincial de Sofala.

Na ocasião, o dirigente religioso revelou que no passado domingo, teve um encontro com Afonso Dhlakama, a quem, segundo disse, reafirmou o seu comprometimento com a paz.

A declaração do arcebispado da Beira surge após os acontecimentos da semana naquela urbe, em que as Forças de Defesa e Segurança (FDS) desarmaram a guarda do líder da Renamo na sua residência, no bairro das Palmeiras I, acto antecedido por um encontro entre os mediadores e Afonso Dhlakama, na companhia de personalidades influentes no panorama político nacional.

O arcebispo da Beira apelou para que todos saibamos promover e valorizar todos os gestos e acções que contribuam para preservar e consolidar a tão desejada e ameaçada paz, de onde quer que venham. (JN)

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.