POLÍTICA

Passará a ser proibido escutar música estrangeira em Moçambique

Pela onda de angolanos que tem vindo em massa para realizar espetáculos em Moçambique,  governo moçambicano está a preparar uma proposta de lei que visa a regulamentação do consumo da música estrageira no país.

Para alguns esta iniciativa veio tarde de mais, porque a maioria dos angolanos já abusam da bandeira e do povo moçambicano, chamando-nos de nomes ofensivos que possivelmente ferre a nação. No entanto Segundo o Ministro da Cultura e Turismo, Silva Dunduro, a lei tem como principal objectivo a valorização da arte moçambicana fazendo com as rádios e televisões passem a transmitir mais conteúdo nacional.

Num passado muito recente, realizou-se um espetáculo na qual foram convidados vários artistas angolanos, e somente alguns artistas nacionais. A revelação foi feita quando o ministro foi questionado sobre o que estaria a fazer o ministério para reverter o cenário de desvalorização dos cantores moçambicanos em detrimento dos estrangeiros, particularmente dos angolanos que têm vindo frequentemente e em massa para Moçambique fazer espectáculos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

43 Comentários

  1. É triste ver este tipo de decisões vindo de um governo, porque 3 ou 4 angolanos falaram mal de moçambique! eu sou angolano não conheço moçambique mas os meus avôs foram moçambicano duma terra chamada nampula… me sinto meio moçambicano! se generalizarem acerca dos comportamentos de alguns cidadãos angolanos vcs estariam a subjulgar muitos adimiradores vossos cá em angola, a musica de moz passa sim nas rádios angolanas e quase todos os dias! os músicos angolanos quase divulgam moçambique nas telas, artista como yuri, fala sempre de moz… eu gosto muito do stwert sukuma, oiço sempre as músicas dele nas rádios angolans… em fim eu me declaro fanático do povo moçambicano e assumo isto sem me emportar com comentários dos outros

    • AMÉRICO GOMES disse:

      OS GOVERNOS DEVEM É GOVERNAR E NÃO SE METEREM NO QUE É DA SUA RESPONSABILIDADE, COMO POR EXEMPLO ESTA ÁREA, COM A ALDEIA GLOBAL DE HOJE LEGISLAR SOBRE ISTO É PERCA DE TEMPO, PROCUREM MELHORAR AS CONDIÇÕES DE VIDA DO SEU POVO, E NÃO A DELES, AQUI E EM TODO O MUNDO.

    • Gito Carlos disse:

      Se esta proposta de Lei for levada à aprovação será uma decisão que chegará tarde mas que valerá à pena. Um Governo que se preze deve não só prover de alimentos, saúde e outros bens sociais ao seu povo como também prover de regulamentação necessária para que a globalização acabe e/ou coloque em extinção o mesmo povo ou cultura. Há que valorizar e elevar a cultura e principalmente e esse povo for fraco em relação a seus valores culturais.

      Lamento bastante os esteriótipos que são elevados nesta matéria. Felizmente não deixaremos de gostar dos artistas ou das obras dos artistas do Mundo mas há necessidade de normatizar está e outras áreas de actuacao social. Me recordo que em alguns spots publicitários de espectaculos na minha Pátria amada a anunciação dos artistas que actuariam era do tipo (Yuri da Cunha, Yola, e convidados: Stewart Sukuma, Gabriela, Valdemiro José, etc.). Não se concebe que o espectaculo fosse dos artistas estrangeiros e os convidados fossem os da casa. Este problema não é dos artistas mas sim nosso, dos nossos promotores de espectaculos e outros fazedores da cultura.

      Gostaria de dicipar qualquer equívoco e dizer que o que aqui fora escrevi foi uma opinião pessoal e que não se deva associar a nenhum outro acto.

    • Garfielde disse:

      Concordo com vc…! Mas os politicos de moz sao um caso, fazem tudo por eles, do povo so kerem votos…para tal oferecem camisetes, capulanas, almoco e um pkno valor p kem faz a campanha…puxa vida…

    • alik disse:

      bem k disseste k és Angolano, entao k se fode!! kê tu sabes de merdas k esses filhos da puta vem gozando em Mz? quem nao sabe nao argumenta…. pesquise, estude e analise pra concretizar k porcaria esses filhos da puta gozam aki!! se eu fosse ministro da cultura, nenhum musico Angolana viria em Mz!!

    • NAN disse:

      essa proposta que daqui algum tempo será uma realidade
      em espera………..¿
      Mas uma coisa é certa “o povo agolano é muito chato pra com os moçambicanos”!
      quando o assunto é subir aos palcos se poem em pr1meiro depois do caché falam mer*d*..s.

    • madjer disse:

      Ora meus caros

      na minha opniao acho tambem a decisao uma perca de tempo, com tantos problemas importantes para resolver o governo vai dar tempo nisso???

      Uma coisa eu sei: “Tem Angolanos que sao sem vergonha que cagam no prato onde comem” sobretudo aqueles que nao foram a escola cresceram nas ruas e atingiram a fama!! em Mozambique para tu seres um artista respeitado nao basta gritar nos microfones que as pessoas aplaudam, aqui nao mora o regionalismio, num futuro proximo voces verao que Mocambique vai liderar na Musica

  2. É uma vergonha ouvir isto de um governante, não conseguem desenvolver a nossa industrial musical logo optam por restringir a outra, melhor restringir também o consumo da Internet, Tvs a Cabo etc…, ai voltados a idade média, ou acabamos vivendo uma “Korea do Norte”, será que restringindo o consumo de musica estrangeira passaremos a consumir mais a nossa, ainda que mal feita/produzida? não tapem o sol com a peneira, desenvolvam a nossa musica, só isso, já agora, sabem quantos estúdios musicais profissionais existem no país pertencentes ao estado? apenas 1 e medíocre, recentemente oferecido aos músicos. Shame!

    • Pedro Vaz disse:

      Amigo Marcos Muchanga, tens toda razão, Angola há 10 anos atrás só consumia música Brasileira e Cabo Verdiana, o músico Angolano não tinha valor. Entretanto, após a guerra o Governo investiu muito na promoção de eventos com artístas nacionais, muitos músicos beneficiaram de apoios para a gravação de albuns, etc…e em menos de 10 anos, começamos a exportar a nossa música para os PALOPs, inclusive Portugal e Cabo Verde.

  3. Ponzole disse:

    Meus caros, vamos esperar que que o instrumento regulador seja criado…estamos aqui a debater uma notícia que pela primeira vez tomo conhecimento através deste site. O moz massoko é polémico. Vamos ter calma. Garanto que não é nada disto que o Governo quer…

  4. parabens pra o ministro da cultura boa iniciativa,eu e os outros compatriotas que estamos interessados com o dezevolvimentonto da nossa musica apoiamos a iniciativa,talvez assim vamos saber consumir e valorizar uk e nosso. obrigado

  5. Arlindo Teles disse:

    Isto é uma vergonha.
    Gostava de saber o que é que Mia Couto tem a dizer sobre sobre mais esta imbecilidade…

  6. Yusnira disse:

    Não Concordo mais do razão

  7. Seria um bom gesto, mas não satisfatório

  8. muyakanyane minhadilema tsambe disse:

    Eu acho que deviamos ter calma, ver como sera digerido isso. Pois, nao se trata de restringir a musica estrangeira, mas sim professionalizar a musica nacional, valorizara o que é nosso.

  9. Diana Nunes disse:

    Boa iniciatiava, eu em particular estou a favor DA lei olhando para a realidade atual da desvalorização da musica moçambica em relaçao a angolana. O meu hulmilde pedido face a situaçao é: por favor não deixem a musica Americana extinguir dos nossos ouvidos pois com ela aperfeicoamos + a fala,a escrita e ate a audicao no que diz respeito ao curso de ingles presente nas instituiçoes superiores moçambicanas. Sem deixar ficar que temos os livros mas enfim a musica é algo presente nas nossas vidas e as vezes ela ajuda nos a dizer o que a Boca nao é capaz.

  10. SIM, dou razão à eles, porque eles se preocupam em conhecer o nosso rendimento Moçambicano, nossas músicas não são valorizados no nosso. Esse ministério da Cultura e outros refletiram bem, viram que estamos a ser abusados, serão que não temos músicos aqui no nosso país?? Não importa se alguém tem família aqui. Aquele que tem família vê visitar e volte para a sua terra. A ideia deles foi ótimo para nós moçambicanos…

  11. Eu não acho justo essa iniciativa visto que também tem Moçambicanos fora do país que estão a viver de música e não estão sendo descriminados músicas deles.
    Se querem de verdade fazer isso primeiro devem chamar todos Moçambicanos que estão a viver de musica fora do país e depois a musica nacional parar de ser ouvida no estrangeiro. So assim podem aplicar

  12. Isso nao vai acontecer aquí, em primeiro Lugar deveriam proibir productos, aparelhos, medicamentos assim como a,couperaçao internacionais…. Ninguem é obrigado a consumir o que nao lhe agrada… Eu por exemplo sou da CPLP mas raramente escuto musicas desta comunidade a nao ser as do Afroman e Azagaia que trazem uma reflexao sobre o mundo… Digo o plano foi reprovado, nao precisam executá-lo e devem ter cuidado com as vossas ideias sem sentido e senao dirao que o povo é teímoso enquanto vocês é que sao “corruptos” demais pensam que gorvernar uma naçao é comandar ate nas casas do povo…..

    • Tomas Timba disse:

      Epha! nos sempre comecamos a resolver as problemas de tras para frente…. Porque nao usar esse dinheiro para melhorar as condicoes dos nossos artistas para que possam fazer trabalhos com mais qualidade? Os Angolanos estao a trabalhar e estao onde estao por merito, sao poucos artistas mocambicanos com boas obras e assim querem nos obrigar a consumir coisas que nao nos levam a lado nenhum?
      Sinceramente!

  13. Isso demostra a fraqueza do nosso governo , tem inveja dos estrangeiros.o k moç faria se ajuda dos estrangeiros. Pensem antes de agirem.

  14. Leu Chitete disse:

    Muito de nos entendemos mal o proposito. Sera regulada a entrada da musica estrangeira. Significa que havera uma taxa a pagar que todos os musicos estrangeiro que vierem divulgar sua musica..
    Tanto como a venda de discos piratas vira na mesma senda..

  15. B613 disse:

    O que devem fazer é produzir comida em Moçambique e deixar de comprar a de forra, isso sim seria consumir o que é nosso,deixem de música…

  16. Montana disse:

    Porque não falam da mas condiçoês em que os musicos vivem? Eles mão conseguem comprar pelo menos o seu propio instrumento, porque um Músico tem que pagar direitos e taxas Na compra de um instrumento? Alguem pode responder a esta questão? Não ha como ter valor, proibindo Musica de fora.

  17. adrisse disse:

    De facto é complicado! Nessa decisão está se esquecendo duma certa verdade: banir a música estrangeira não significa que os moçambicanos passarão automaticamente o consumir a nossa música; isso também pode precipitar uma queda nos shows e não resolver o problema.

  18. Julio disse:

    E triste isso, esse pais desde que teve a independencia, so afunda, um pais rico que nem deveria passar por coisas dessas, a pergunta ate seria qual e o pais mais rico da africa? o que tem em recursos? sera que tem mais que Mocambique? so um cego e burro para nao ver essas coisas, hoje mocambique e um pais que 60% da populacao nao precisa do estado, tem a sua renda da parte privada, tudo custo suor proprio – celular rede privada, agua mineral para consumo, tem poco na sua residencia, nao usa transporte publico porque o estado nao tem ( carro proprio ) hospital do estado nao tem condicoes dai usa clinica, estrada? uma droga muitas portagens, imensos impostos obrigam a comprarmos off-road, compras- sao feitas fora do pais devido ao preco caso nao nos supermecados privados, um governo que so sabe manipular a populacao para estorquir dinheiro, energia- ja nao e novidades muita gente tem paines solares e geradores devido a constantes cortes e falta da qualidade da mesma sem ter que salientar o preco absurdo que se paga pela mesma, hoje em dia uma boa percentagem de mocambicanos nao assiste canais nacionais tem nas suas casas outras atenas Dstv, zap, go tv etc porque sao manipulados, eu confesso que nao assisto muito menos radio, em vez de resolverem problemas do povo, esse senhor sera que e orgulho para os filhos ou e apenas um tipo que so tras dinheiro a casa

  19. Renato e jesus disse:

    Acho uma estupidez do tamanho do mundo colocar a questão em termos de proibição, os nossos músicos é que teem de mostrar qualidade nas suas composições ou interpretações. Essa coisa de música não tem nacionalidade, tem a ver com qualidade do trabalho e essa nós temos muito pouca. Um músico na nossa terra não consegue viver da actividade como profissional porque essa indústria foi assassinada logo aapós a independência. Acho que o necessário é reactivar a indústria da música livre e não embarcar em politiquice descabidas.

  20. Moçambique, de verdade não valoriza sua cultura
    Isso teque ser resolvido,
    Porque faz com que nós sejamos burros demais ??????????????????

  21. Ze Agusto disse:

    Caro Manos mais velhos,

    A verdade pulou automaticamente assumindo que a nossa musica requer medidas extremas para manter-se no Mercado que quase sem concorencia pelo menos na Africa nos paises de expressao Portuguesa que inclui Mocambique e Angola.

    Acho que nos Mocambicanos devemos cantar melhor, lembro-me de Cabo Verde uma vez nos velhos tempos distingui se nem Angola e Moz, aposto que os manos lembram se disso. Entretanto Moz/manos algums vao pra angola assistir os show depois da aprovacao dessa mesma lei e voltaram de com historias para contar.

    Ai pergunto que vale isso essa lei sera que Moz nao ganha nada com essas atuacoes? … acho que ja temos problemas suficientes no nosso pais. criem outro tipo de condicoes, talvez as taxas de atuacoes no pais sejam elevadas isso se existe alguma (s) para que so o melhor ou quem pode atuar que venha. Perdao pela minha ignorancia nessa area de shows e musica.

    Em poucas e tudo

  22. Derek Stiles disse:

    Também como uma forma de valorizar a cultura deviamos estudar as linguas locais do nosso país

  23. muyakanyane minhadilema tsambe disse:

    Isso sao ideias de quem entra no gabinete e nao tem nada a fazer, e começa a pensar bujardas. Musica moçambicana estam a falar de vuco-vuco, zandamela, e outros que suas musicas nao tem conteudo?
    Inventem outra pah.
    sai do gabinete vai passeiar um pouco fora de moçambique e vera que eles escutam nossa musica.
    Ha uma musica polémica do afromadjaa, com insultos do principio ao fim, é essa musica que seremos obrigados a ouvir?
    Aprendam a pensar, ninguem é obrigado a ouvir musica que nao gosta e deixar de ouvir musica que gosta.
    Sempre a inventarem leis que nem voces cumprem so para ganharem pao e isturquir os cifadaos.
    Pensem mais um poquito quando querem divulgarem coisas.
    Em vossas casas tem canais em tv’s onde so passam musicas estrangeiras.

    Foda-se pah.

  24. Xikhosa disse:

    TARDE DEMAIS. ESSA MEDIDA DEVERIA TER SIDO HA MUITO TEMPO IMPLEMENTADA. PRECISA-SE TRAVAR A COLONIZAÇÃO CULTURAL. FALTARÁ A IMPLEMENTAÇAO EFETIVA DO ENSINO BILINGUE ONDE AS LÍNGUAS NACIONAIS GANHAM DESTAQUE. ESTAMOS ATRASADOS

  25. Ivo disse:

    amei essa decisao do ministro d
    a cultura .

  26. Francis Mj disse:

    É uma boa ideia. forças e que se prossiga à execução, talvez mude alguma coisa. Tarde demais??? não sei, mas sei que nunca é pra tentar.

  27. Mamparisse do nosso governo que nada faz sobre o seu povo.era bom se fosse verdade,mas essa notícia me cheira campanha Daqui a nada teremos eleições

  28. Hachimo disse:

    Quando filho do vizinho tem respeito é porq o pai deles fez muito para ele : e pra o seu filho ser como filho do vizinho não é preciso tirar a vida da quel rapaz onesto . Mas sim é preciso parar pensar e falar com seu filho arespeito daquele rapaz onesto . Decham os músicos internacionais fazer parte deles e ensinarem os nossos músicos boa coisa , e eu tenho anconpanhado q os músicos moçambicanos convivem bem com mosaicos internacionais .si vocês promoverem u invento façam misturas , dos músicos ,muitos moçambicanos e pocos internacionais . Para dar valor aos nossos músicos. Porq si atua esposa não sabe cozinhar deixar de comer e vai comprar: um dia não terás dinheiro para comprar por isso ensina ou chama os especialistas para esinar:@

    • D.kulencera disse:

      a introducao da lei que visa proibir as musicas estrageira a serem tocada em mocambique, noa sera uma solucao ideal. porque sera dificel limitar o povo com as varias rede socias que existem nuo mundo. mais na minha maneira de pensar seria logico o governo mocambique optar por outro sistema de como prover as musicas mocambique e nao so, tambem haver uma regurisidade nos tippo das musicas e qualidade.

  29. Aurélio Jaime disse:

    A iniciativa é muito bem vinda, Vale apena tarde do que nunca.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: