POLÍTICA

“Homens da Renamo dispararam uns contra os outros” diz a PRM

A Polícia da República de Moçambique (PRM) disse ontem que, os homens armados da Renamo foram tomados pelo pânico no incidente que envolveu a comitiva do líder do maior partido da oposição em Moçambique, Afonso Dhlakama, na sexta-feira em Gondola, e presumiu que acabaram por disparar uns contra os outros.

“O mais presumível é que a troca de tiros tenha sido entre os próprios militares da Renamo, na sequência do primeiro tiro dado pelo homem que estava atrás da caravana”, disse o comandante da polícia de Manica citado pela Lusa.

Segundo Armando Canhenze, o primeiro tiro teria assustado a força da Renamo e, os mesmos terão entrado em pânico.

Canhenze disse ainda que a comitiva do Afonso Dhlakama não sabiam de onde vinham os tiros.

No que tange às alegações da Renamo de que foi emboscada pelas forças de defesa e segurança de Moçambique, através de civis armados, o comandante da polícia de Manica refutou essa possibilidade, alegando que os homens das FDS andam sempre fardados.

“Os nossos homens não fazem isso, se é polícia está trajado com o devido uniforme, se é militar a mesma situação, até mesmo os guardas privados são obrigados a trajar os devidos uniformes. É até ridícula a ideia de nós metermos homens armados à civil num local”, sentenciou.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário

  1. Joaquim Antonio Paulino disse:

    Meu comentario é sobre essa dívida publíca quando é que vai acabar?

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: