POLÍTICA

MDM condena veementemente assassinato do jornalista

O Movimento Democrático de Moçambique (MDM) condena com veemência o assassinato cruel, ocorrido na manhã desta sexta-feira, em Maputo, do jornalista Paulo Machava, editor do jornal electrónico Diário de Notícias, por indivíduos desconhecidos ora à monte.

Na sua página da rede Social FaceKook, lê-se: “o MDM solidariza-se com a Família enlutada, Classe Jornalística e o Povo Moçambicano pela perda de um embondeiro da Media e Consolidador da Democrácia, na esperança de um dia ver os culpados por estes actos responsabilizados na barra do Tribunal”.

Ainda na mesma página, pode se ler: “Salientar que mais uma vez, os mandantes destes crimes enganaram-se pensado que podem silenciar o País e o Mundo, calar a verdade, intimidar a Liberdade de Imprensa e a Democrácia assassinando vidas”.

Refira-se que, até ao momento a Polícia da República (PRM) ainda não se pronunciou sobre o caso.

fONTE: iNFOMZ

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

1 Comentário

  1. Amido Mussa disse:

    Como é que a PRM vai se pronunciar? Se sabem que a quadrilha da morte é a Frelimo. Eu apelido a Frelimo de Fremo ( frente da Morte), se virem a se pronunciar vao disser que o jornalista foi assassinato pelos desconhecidos. E nunca vao conhecer os assassinos. Quem matou o Samora, Cistac, Pondeca, e etc….

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.