POLÍTICA

“Dhlakama deve parar de emocionar as pessoas” diz Ya-qub Sibindy

O líder do Partido independente de Moçambique (PIMO), Ya-qub Sibindy em declarações a TV Miramar disse que as declarações do líder do maior partido de oposição em Moçambique, Afonso Dhlakama, pode trazer impactos negativos ao país.

Ya-qub Sibindy avançou que os discursos intimatórios do líder da “perdiz” podem afugentar os investidores.

O presidente do PIMO foi mais longe, afirmando que Afonso Dhlakama deveria parar de emocionar as pessoas.

Ya-qub Sibindy presidente do PIMO

“Com as declarações de querer governar o país a força, quem sai a ganhar nem é a Renamo, e quem sai a perder nem é o Governo. Isso faz com que este país vire uma ilha.

Moçambique é um país que deve viver em cooperação com outros países. É um país muito rico por possuir vários recursos e, que para explorar esses recursos é necessário que haja uma cooperação internacional, por que não há quem gostaria de hospedar numa casa onde o casal está de costas viradas.

Os investimentos não irão aparecer neste país enquanto a oposição não tiver cultura de estado.

O líder da Renamo não deve estar apenas a emocionar as pessoas. Ele deve notar que é a esperança desse país.

O mesmo deve se questionar, se tivesse ganhado as eleições, é desta maneira que iria governar o país?”, disse Ya-qub Sibindy.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.