BIZARRO

PRM apodera-se dos bens roubados na casa do DPJD em Quelimane

A polícia da República de Moçambique não para de surpreender. Após terem roubado cerca de 12 cornos de Rinoceronte no comando da policia no Município da Matola e de terem assaltado um restaurante na cidade de Xai-Xai, Província de Gaza, eis que surge mais uma bomba. A PRM está sendo acuasa de ter se apoderado de bens roubados na casa do diretor provincial da Juventude e Desportos na Zambézia.

Segundo avançou o diário da Zambézia, o roubo na casa do director provincial da Juventude e Desportos na Zambézia teve contornos interessantes.

Prm

Segundo a mesma fonte, o roubo ocorreu na noite da quinta-feira, onde certos larápios conseguiram tirar os bens dentro da casa, foram interpelados pela Polícia da República de Moçambique na zona do Centro de Recrutamento e Mobilização da Zambézia, há poucos metros do local do crime.

Os ladrões abandonaram os bens e puseram-se em fuga em direção a Torrone, aquela famoso bairro.

Dai, três agentes da PRM em serviço, sendo dois com chamboco e um com arma de fogo, pediram boleia a um cidadão que estava na sua viatura alegando que aqueles bens eram da sua pertença, garantiu diário da Zambézia.

O referido cidadão aceitou e transportou os bens até ao Posto Policial do Mercado Central onde os bens foram descarregados e também os agentes ficaram.

Mas horas depois, o cidadão transportador não ficou sossegado, foi a 1a Esquadra para informar que três agentes da PRM pediram boleia para transportar alguns bens e deixaram no Posto Policial do Mercado Central. Esta informação criou estranheza na Esquadra e por coincidência o dono dos bens, neste caso o DPJD, Johane Muabsa estava lá naquele momento.

Uma equipa de agentes foi indicada para irem ao Posto do Mercado Central. Chegados lá, o Permanência em serviço declinou não ter visto nada, mesmo perante o cidadão transportar, ele disse que não viu nada, muito menos conhece os tais agentes.

Uma situação complicada, porque a corporação não consegue identificar os três agentes que supostamente estão envolvidos neste desvio dos bens do membro do governo da Zambézia.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: