BIZARRO

Militares tentam assaltar sede do “Millenium bim” na cidade da Beira

Os agentes das Forças de Defesa e Segurança continuam a surpreender. Depois de terem se envolvido no roubo de 12 cornos de Rinoceronte no comando do município da Matola, ter assaltado um Restaurante em Xai-Xai e de terem se apoderado de bens roubados em Quelimane, mais uma vez os agentes das Forças de Defesa e Segurança envolveram-se no crime.

 Três criminosos, dos quais dois são agentes das Forças de Defesa e Segurança, integrantes de uma quadrilha de quatro ladrões, foram alvejados a tiro pela Polícia, na cidade da Beira, quando tentavam assaltar a sede do “Millennium bim”, no bairro Chaimite na Beira.

Militares tentam assaltar banco milenium bim

Segundo avançou o canal de Moçambique, há outra informação segundo a qual os ladrões queriam assaltar um cidadão, contabilista de uma das mineradoras de Tete, que saía do “Millennium bim”, onde havia ido levantar dinheiro para pagamento de salários.

Segundo o Comando Provincial da PRM em Sofala, os militares são Osvaldo Fernando, de 45 anos idade, e António Vasco, de 54 anos, que, após terem sido alvejados a tiro, não conseguiram fugir.

Houve uma denúncia para que os malfeitores caíssem nas mãos da Polícia. Os assaltantes estavam estacionados à entrada do “Millennium bim”, numa viatura de marca Toyota Runx, com armas de fogo no interior. Quando o contabilista em causa ia a sair do banco, o motorista do Toyota Runx e o seu companheiro saem para abordar a vítima, deixando dois companheiros dentro da viatura.
A Polícia, que já havia sido alertada, começou a disparar contra os malfeitores. Os dois que haviam saído da viatura conseguiram fugir, tendo um deles sido atingido no braço, garantiu a mesma fonte.
Os dois capturados e feridos foram transferidos para o Hospital Central da Beira, para tratamentos.
Daniel Macuácua, do Comando Provincial da PRM em Sofala, disse que os capturados saíram de Nampula e de Tete, para a operação, a convite de Fernando (motorista da viatura, que fugiu). Mas negam que sabiam que a operação era uma assalto à mão armada.
Os dois confessaram ser agentes das FADM. No interior da Toyota Runx, a Polícia encontrou três pistolas e duas AKM com 64 e 39 munições, respectivamente. Foram também achadas dentro da viatura três chapas de matrículas diferentes, ACL-202, ABO 450-MC e ACC-247 MP.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 Comentários

  1. angelo rungo disse:

    Lamentar o sucedido, prova inequivoca de que Mocambique esta de mal a pior apesar dos nossos discursos bonitos, a verdade manda dizer que o k esta se assistindo e uma vergonha organizada, lamento….

  2. Luis Armazia disse:

    Samora Machel disse para termos cuidado e vigilantes. O bandido vive conosco, partilha nossas ideias, come e dorme conosco. Se calhar alguns ataques armados que estao a ocorrer podem ser da autoria de alguns agentes das FDS.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: