NOVIDADES

Alice Mabota disse que vai acompanhar de perto o caso do músico Anaconda

A presidente da Liga dos Direitos Humanos, Alice Mabota, esteve na manhã de ontem, quinta-feira, no Gabinete de atendimento a mulher e criança, isto na capital do país, Maputo, onde disse que vai acompanhar o caso da violação sexual do cantor René, popularmente conhecido por Anaconda, para com a sua filha.

Alice Mabota garantiu que já está a trabalhar com a mãe e filha violado sobre o assunto.

Alice-Mabota

“O que esse senhor fez não pode voltar a trazer a dignidade da criança, nunca, nunca, portanto não pode.

Nós queremos acompanhar, tem que ser pior do que aquele nigeriano, isso é para aprenderem todos. Nós não largamos o pé até serem condenados”, disse Alice Mabota.

A presidente da Liga dos Direitos Humanos criticou o comportamento do músico Anaconda e disse que irá acompanhar a par e passo os contornos dessa história para que o mesmo seja punido, assim como acontecem com os outros que tem o mesmo tipo de comportamento.

“Já doutra vez pegamos um pai que é um diretor de uma instituição bancária, que violava a filha constantemente.

Devemos ter muito cuidado com o envolvimento dos familiares para não persuadirem a miúda, por que o nosso dilema nesse momento é saber onde é que a criança vai ficar, por que esta criança precisa de acompanhamento, precisa de estar longe desse bandido.

Nós vamos trabalhar até se conseguir saber como é que foi, vamos falar com a criança da melhor forma”, sentenciou a presidente da Liga dos Direitos Humanos.

Alice Mabota apelou a imprensa e a sociedade em geral a preservar a imagem da miúda.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: