BIZARRO

Agente da PRM detido por suspeita de vender 10 armas

Um agente da Polícia da República de Moçambique (PRM) encontra-se a ver o sol pelos quadradinhos, na capital moçambicana, Maputo, por suspeita de vender cerca de 10 armas de fogo para malfeitores.

O polícia suspeito de vender armas de fogo está afecto ao laboratório central da Polícia de Investigação Criminal (PIC) há 36 anos. O agente de 56 anos foi detido juntamente com três elementos da quadrilha de que era líder. Das 10 armas colocadas no mercado, a Polícia só recuperou uma pistola.

Prm

Segundo avançou “O Pais”, o agente da PIC levava as armas apreendidas pela polícia em várias operações, as quais eram submetidas a análises laboratoriais. “Ele vendia as armas que eram apreendidas em vários actos criminais, desde raptos, roubos em residências, roubo de viaturas e roubos em estabelecimentos comercias”, disse Orlando Mudumane, porta-voz do comando da Cidade.

Loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: