INSÓLITO MANIÁCO

Pai mata a própria filha de apenas 6 meses de vida

A polícia da República de Moçambique (PRM) deteve um jovem na cidade da Beira, após este ter assassinado a sua própria filha de apenas 6 meses de vida. Manuel Gomes, de 26 anos de idade cometeu esse acto bábaro e macabro por vingança, pelo facto da esposa ter abandonado a sua casa para a residência do Tio. Ana Inacio contou que abandonou o marido por estar cansada de ameaças.

Na noite do sábado passado, Manuel Gomes foi a casa do Tio da esposa onde levou a menor a força e horas depois viria a ser encontrada sem vida numa barraca a algures no bairro da Manga.

Assassino1

“Pela observação que se fez no corpo, essa menor tinha contraído ferimentos graves na cabeça e na zono do ouvido,” disse Daniel Macuácua porta-voz da PRM ao nível da província de Sofala.

Ana Inácio contou que o seu marido já teria ameaçado por diversas vezes que iria matar a menor devido a instabilidade no seio do casal.

Ao levar a criança a força, Segundo Ana Inácio, era uma forma de o indiciado a pressionar para regressar a casa.

“Chegou no quarto levou a criança, comecei a chorar e disse para meu Tio não deixar ele sair com a criança por que já era noite. Eu comecei a lhe puxar os calsões mas não consegui lhe segurar e conseguiu fugir com a criança. Minutos depois sai de casa com intuito de lhe procurar e lhe encontrei na estrada com os seus amigos, mas não estava com o Bebé, foi quando lhe perguntei, onde é que está a criança, ele respondeu que já havia matado a criança, eu não acreditei, foi quando sai do local e fui a correr até ao bairro Massagem e encontrei o corpo da minha filha numa barraca quando peguei a criança apercebi-me que estava sem vida e na parte da cabeça estava cheia de sangue,” disse Ana Inácio.

O indiciado nega a versão da mulher e disse que a criança terá perdido a vida na medida que ele e a mulher disputavam a criança em casa do tio.

“Entrei na casa do tio e disse-lhe para que issemos para casa e ela se recusou. Foi quando saímos e eu peguei a criança e ela também pegou e começamos a puxar a menor, foi quando a criança cai e quebra a nuca. Eu retirei-me do lugar e minutos depois encontrei-me com ela no caminho, foi quando me perguntou onde é que estava a criança e eu lhe respondi, você não viu a criança quando caiu perdeu a vida?” disse Manuel Gomes em declaração a imprensa.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: